quarta-feira, 15 de outubro de 2008

ANATEL: Concurso para 247 vagas - 2º e 3º Graus

O concurso da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) será organizado pelo Cespe/UnB conforme havia adiantado pela FOLHA DIRIGIDA. A confirmação veio com a publicação no Diário Oficial da União do último dia 7, do extrato de dispensa de licitação para a contratação da organizadora.

Serão oferecidas 247 vagas, 103 para o nível médio, com vencimentos iniciais de até R$2.970,78 e 144 para o superior, com os vencimentos alcançando R$6.044,26. De acordo com o gerente geral de desenvolvimento organizacional da Anatel, Hélio Leal, a expectativa é de que o edital seja divulgado ainda este mês. A publicação depende ainda da realização do concurso de remoção interna da Anatel, etapa anterior à distribuição das vagas por estado. Segundo a Assessoria de Imprensa do Cespe/UnB, para a liberação do edital falta também a assinatura do contrato.

Para o nível médio, serão 29 vagas de técnico administrativo (vencimentos iniciais de R$2.122,09) e 74 de técnico em regulação (R$2.970,78), enquanto para o superior, a oferta será de 75 vagas de analista administrativo (R$4.320,51) e 69 de especialista em regulação (R$6.044,26) e segundo Hélio Leal todos os estados serão contemplados. Os concursados serão contratados pelo regime estatutário, e além dos vencimentos, farão jus a benefícios como o auxílio-alimentação, que no Rio de Janeiro é no valor de R$143,99.

As taxas de participação no concurso já foram fixadas em R$45 (médio) e R$85 (superior). Com a confirmação da Cespe/UnB à frente da seleção, há chance do processo seletivo seguir o mesmo modelo do último concurso da autarquia, realizado em 2006 e que também foi organizado pela instituição de Brasília. Na ocasião, os candidatos a técnico foram submetidos a provas objetivas de Português, Noções de Informática, Noções de Direito Constitucional e Administrativo e Ética, enquanto que aqueles que concorreram aos cargos de nível superior passaram por objetivas de Português, Inglês ou Espanhol, Noções de Informática, Direito Constitucional e Administrativo, Ética e Conhecimentos Específicos, além de prova discursiva e avaliação de títulos.

Para o novo concurso, o gerente de desenvolvimento organizacional da autarquia, Hélio Leal, já confirmou a realização de curso de formação, apenas para o nível superior. Em 2006 o curso foi ministrado em Brasília e teve caráter eliminatório e classificatório, e duração de 160 horas. Desta vez, a carga horária será reduzida, sendo compensada durante o exercício da função.

Fonte: Folha Dirigida


0 comentários:

Postar um comentário

• DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
• OBRIGADO PELA VISITA