terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Polícia Rodoviária Federal

PRF - Novo concurso com 2.000 vagas

Em nome da transparência e da publicidade em suas atividades, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou que realizará, no início de 2008, novo concurso para a área policial. O órgão pretende divulgar o edital até, no máximo, março do próximo ano.

Estão confirmadas 2 mil vagas, que atenderão 11 regiões abrangidas pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pernambuco, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, Goiás e entorno de Brasília). Os estados da Região Norte, à exceção do Pará, que recebeu vagas no atual concurso, também serão atendidos.

A nova seleção, porém, trará novidades. A primeira delas diz respeito à escolaridade, que passará do nível médio para o superior em qualquer área. A segunda são os vencimentos iniciais do cargo, que passarão em janeiro dos atuais R$5.084 para R$6.100,80, num reajuste da ordem de 20%.

Para o coordenador de Ensino da PRF, inspetor Neemias Carvalho, o objetivo não é apenas tornar o órgão capaz de realizar as atividades do Pronasci, mas corrigir sérias defasagens de pessoal em algumas das regiões. "Esse concurso servirá, inicialmente, para que sejam supridas com novos policiais as regiões que, atualmente, são as mais carentes de pessoal, como os estados da Região Sudeste e da Região Norte. Também privilegiaremos os estados com maior ocorrência de acidentes, como Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. De qualquer forma, uma reunião estabelecerá de forma definitiva essa distribuição", afirmou.

O coordenador observou que a agilidade na realização do concurso dependerá da forma como as vagas serão criadas, o que caberá à Casa Civil. "A Casa Civil é quem irá elaborar o documento referente à criação das vagas. Caso seja por Medida Provisória, o edital será divulgado já em janeiro. Caso seja por projeto de lei, em março faremos o concurso", disse.

Provas - O processo seletivo, de acordo com o inspetor Neemias Carvalho, receberá mais uma etapa, uma análise de títulos de experiência acadêmica. Já no que diz respeito à prova objetiva, o coordenador de Ensino da PRF destaca que as disciplinas atualmente cobradas - Língua Portuguesa, Legislação de Trânsito, Raciocínio Lógico e Matemático, Conhecimentos Gerais e Atualidades, Conhecimentos de Informática e Conhecimentos de Direito - deverão ser mantidas.

"Evidentemente que terei de reformular o conteúdo programático, mas as disciplinas não sofrerão modificações", disse, acrescentando que, assim como no atual concurso, as questões serão objetivas, no formato tradicional de quatro opções erradas e uma correta. "Outro detalhe que será mantido será o aspecto das questões, que continuarão a ser objetivas", afirmou.
Fonte: FD

0 comentários:

Postar um comentário

• DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO
• OBRIGADO PELA VISITA